V Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente acontece em Águas Vermelhas

0

Com o tema “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências, aconteceu, na última quinta-feira (29), a V Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente em Águas Vermelhas. O evento, promovido pela Prefeitura em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), na Câmara Municipal de Vereadores, teve como finalidade reunir representantes do poder público e da sociedade civil para promover a ampliação da participação e do apoio institucional às políticas públicas e dos direitos constitucionais de crianças e adolescentes. A programação contou com apresentações culturais, palestra e discussões acerca dos temas centrais por meio de eixos temáticos.

A presidente do CMDCA, Camila Ladeia, explica que o órgão, na prática, enfrenta alguns obstáculos, dentre eles está a efetiva participação da sociedade civil e dos próprios conselheiros. Nesse contexto, a conferência tem um papel fundamental para impulsionar essa mobilização. “Por ser um município de pequeno porte os recursos destinados para a política da garantia de direitos da criança e do adolescente também são pequenos. E existe pouco conhecimento da importância da atuação deste conselho dificultando, assim, uma ação efetiva do mesmo”, afirma a presidente.

No município de Águas Vermelhas muitas atividades têm sido desenvolvidas no intuito de conscientizar crianças e adolescentes do exercício dos seus direitos e deveres. O facilitador de cultura do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Kennedy Aguilar, conta que, dentre as ações realizadas pela Prefeitura por meio da Secretaria de Assistência Social estão: oficinas de circo, teatro, esporte, lazer, artesanato, capoeira, dentre outras. “Através destas atividades eles aprendem como conviver em sociedade, respeitando as diferenças de cada indivíduo se tornando multiplicadores daquilo que aprenderam”, explica.

Para a secretária de Assistência Social, Nayara Araújo, a conferência foi bastante satisfatória, uma vez que conseguiu atingir o objetivo de mobilizar o poder público e a sociedade civil, além de discutir os temas centrais dos eixos temáticos. “Esse é um momento de se traçar metas e ações para serem desenvolvidas de forma contundente. A partir dessa união do poder público e da sociedade civil, podemos avaliar o que está sendo desenvolvido e o que precisa ser melhorado no município para proporcionar melhores condições de vida para crianças e adolescentes”, declara.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade