Caps promove ações pelo Setembro Amarelo ao longo deste mês

0

O Centro de Atenção Psicossocial (Caps) está realizando diversas ações ao longo deste mês dedicadas ao Setembro Amarelo. Atividades como palestras educativas, rodas de conversa, dinâmicas e oficinas voltadas para a prevenção do suicídio estão sendo promovidas com o objetivo de apoiar a causa e conscientizar os pacientes da entidade da importância da valorização à vida.

A coordenadora do Caps Joyce Evangelista explica que a finalidade das ações é promover a importância do combate ao suicídio e, para isso, a participação da família na vida das pessoas é essencial.  “Atentar-se para os indícios é fundamental. Por trás de determinados comportamentos, sentimentos como desesperança, desespero, desamparo, baixa auto-estima, dentre outros, são motivos para o alerta da família e amigos para o auxílio à busca pela prevenção”.

Ainda de acordo com ela, muitos mitos envolvem o suicídio e existe uma grande resistência com relação à abordagem do tema na sociedade, por esse motivo, a conscientização e a informação são imprescindíveis. “A intenção do Caps é desconstruir esses mitos, falar sobre formas de prevenção e informar sobre cuidados com as pessoas que demonstrem indícios de comportamentos suicidas e oferecer suporte a quem precisa”, conta.

Segundo a psicóloga Ludmilli Viana é primordial que, ao identificarem os primeiros indícios, os familiares e amigos incentivem a pessoa a procurar apoio em algum serviço de atendimento público especializado. Ela reitera que o papel do profissional é essencial para o encaminhamento ao tratamento adequado. “É fundamental mostrar para os pacientes que o diálogo e a socialização são as melhores formas de se conter esses impulsos. A promoção de momentos de descontração para que essas pessoas consigam enfrentar novos desafios é uma das formas mais eficazes de combate ao suicídio. O Caps está de portas abertas para receber pessoas que queiram falar sobre as suas emoções”, afirma.

Joyce complementa que para a prevenção é de suma importância que se mantenha um bom relacionamento interpessoal, uma ocupação, vínculos familiares e sociais. “Estamos caminhando para uma sociedade que valoriza o ter e o parecer em detrimento ao ser. Temos que refletir sobre isso. A abordagem da temática do Setembro Amarelo é substancial”.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade